PUBLICIDADE
Assassinato de policial foi tramado por jovem com quem ele mantinha relacionamento, diz polícia
13/06/2017 - 9h37 em Notícias

Na manhã desta segunda-feira (12), depois de ouvir os envolvidos e testemunhas, colher provas e recuperar o material roubado, a polícia concluiu que o Policial Civil Paulo Sergio assassinado no dia 04 de junho, mantinha um relacionamento com Willian Santos, 19 anos, que acabou morrendo em uma troca de tiros com a polícia, dois dias após o crime na casa da vítima em Barra dos Coqueiros (SE).

“Depois que Paulo suspendeu a ajuda financeira William pediu para ir até a casa a sua casa alegando que gostaria de levar um amigo a praia, já que local ficava próximo. E enquanto o policial deixou a casa para a abastecer o veículo a dupla revistou o local e quando ele voltou anunciou o assalto. Inicialmente a intenção era roubar as armas da vítima, mas em algum momento o William mudou os planos e esfaqueou Paulo”, disse a delegada.

Segundo a polícia, um menor que está foragido também participou do crime e dois outros jovens, que já foram detidos receberam o material roubado além de dar fuga aos demais.

Ainda de acordo com a delegada, um dos envolvidos no crime está foragido, mas diante do apurado a investigação foi concluída. Todos os pertences da vítima foram recuperados, com exceção das armas que segundo a polícia foram vendidas.

Crime

No início da tarde do último domingo (4), um policial civil que trabalhava na Delegacia Plantonista da Zona Norte, em Aracaju (SE), foi encontrado morto dentro da casa dele no município da Barra dos Coqueiros (SE).

Segundo informações passadas pelo comandante do Policiamento da Capital, tenente-coronel Vivaldy Cabral, a vítima tem pouco mais de 50 anos e o veículo do policial foi localizado abandonado no Conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro (SE).

 

G1SE

COMENTÁRIOS