PUBLICIDADE
Motorista que matou gloriense na rodovia Imigrantes diz que fugia de assaltantes
07/07/2016 - 14h17 em Acidente

O motorista Sérgio Meliunas, 45, suspeito de atropelar e matar o vigia noturno Dorgival Francisco Sousa na rodovia Imigrantes disse que estava fugindo de assaltantes quando aconteceu o acidente.

"Eu senti que dois motoqueiros encostaram em mim para levar o carro. Um gritou "perdeu, perdeu". Saí correndo em disparada. Ali é escuro. Como que você vai ver uma bicicleta vindo na sua direção? Fiquei apavorado. Não sabia o que fazer", disse Meliunas ao Bom dia São Paulo, da TV Globo, após prestar depoimento à polícia na noite desta quarta-feira (6).

Meliunas, que é motorista de ônibus, foi localizado e preso pela Polícia Civilgraças a identificação do veículo por câmeras de segurança, segundo o delegado-assistente Ricardo Eduardo Guilherme, 4º DP de Diadema (Grande SP), onde o caso foi registrado. O Vectra prata que atropelou Dorgival também foi apreendido.

Segundo Guilherme, Meliunas será autuado em flagrante por homicídio doloso (quando há a intenção de matar), omissão de socorro, fuga do local de acidente e ocultação de cadáver –o choque decepou o braço do vigia e o membro, cortado na altura do ombro, foi encontrado a mais de um quilômetro de distância da vítima, na avenida dr. Ulysses Guimarães, em Diadema.

O motorista, que estava foragido desde domingo (3), dia do acidente, afirmou que não procurou a polícia porque ficou apavorado e não tinha dinheiro para pagar um advogado."Fiquei apavorado. Não sabia o que fazer. Não tinha condições de contratar uma advogado, não tinha dinheiro e não tenho ainda. E você vai fazer o que? (...) Foi uma fatalidade. Infelizmente, eu dei de cara com o rapaz da bicicleta. Eu não vi."

Meliunas disse ainda que estava com amigos, que moram perto de sua casa, e que eles estavam indo jantar quando o acidente aconteceu. "Quando houve a colisão todo mundo pensou que fosse uma pedra que tivesse sido jogada. Quando paramos na avenida todo mundo estava respingado de sangue, com caco de vidro. Eu desci. Quando eu vi, eu coloquei do lado, no chão. Fui tentar trocar o pneu para tentar fazer alguma coisa".

O motorista passou a noite detido no 3º DP de Diadema e participará de audiência de custódia nesta quinta-feira (7), em São Bernardo do Campo (Grande SP). Na manhã desta quinta, o delegado titular do 4º DP, Miguel Ferreira, prestará esclarecimentos sobre o caso.

Dorgival, 59, estava indo ao trabalho de bicicleta, pelo acostamento da rodovia Imigrantes, por volta das 18h de domingo, quando foi atingido pelo carro. Ele morreu no local.

O atropelamento não foi registrado em vídeo, mas imagens de câmeras de segurança da rodovia mostram o carro primeiro trafegando pelo acostamento e, depois, danificado do lado direito

 

BRINCALHÃO

Sepultado na manhã de terça-feira (5), Dorgival era conhecido pelas pessoas próximas pelo espírito brincalhão. Seu irmão, Adimilson Francisco Sousa, conta que, quando recebia alguma visita em casa, costumava dizer: "A Jurema saiu, quando ela chegar faz um café para vocês". A Jurema, no caso, não existia. Todos riam e ele fazia o café, conta o irmão.

Ele pedalava 12 km todos os dias para trabalhar no turno da noite de vigilância em uma empresa de transporte, das 18h às 6h.

fonte folha de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/07/1789346-motorista-que-matou-vigia-na-rodovia-imigrantes-diz-que-fugia-de-assaltantes.shtml

 

Parte superior do formulário

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!