PUBLICIDADE
Vereadores de Aracaju são investigados por lavagem de dinheiro
31/03/2016 14:03 em Notícias

18 pessoas são investigadas também por peculato e sonegação fiscal.

A Polícia Civil e o Ministério Público do Estado (MPE) realizam na manhã desta quinta-feira (31) a 'Operação Indenizar'se' em cumprimento de mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Aracaju e em mais cinco pontos da capital e área metropolitana. O MP listou 15 vereadores e três empresários na investigação de desvios de verbas indenizatórias.

O Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) e os promotores de Justiça investigam supostas participações de vereadores em crimes de sonegação fiscal, peculato e lavagem de dinheiro.

De acordo com a delegada Daniele Garcia, coordenadora do Deotap, a estimativa é que as negociações ilícitas movimentaram R$ 7 milhões somente em 2013.

"Essa é a primeira fase da investigação que apura o pagamento de verbas de indenização respaldadas em contratos fictícios de locação de veículos e de assessoria jurídica. Já ouvimos diversas pessoas que tiveram as placas de seus carros utilizadas nesses contratos e que jamais locaram os carros. Então, de fato, eram contratos fictícios apenas para justificar o pagamento da verba indenizatória para que os vereadores embolsassem esses valores", explicou a delegada.

O promotor de Justiça Henrique Cardoso disse que as apreensões de documentos impressos e de aparelhos eletrônicos são para complementar o material já recolhido durante a investigação.

"Como verificamos, pelo menos 15 dos 24 vereadores estão envolvidos nesse caso que não representa o desvio de uns, mas um escândalo onde diversas pessoas perceberam essa possibilidade de fraude. Eles eram tão crentes na impunidade que alguns veículos sequer existiam de verdade, tinham placas de veículos de amigos também. Foi uma coisa de fácil percepção que vinha se perpetuando dentro da Câmara de Vereadores há vários anos", revelou Cardoso.

Um dos pontos de busca uma casa no município da Barra dos Coqueiros, onde a polícia realizou uma varredura em documentos nesta manhã.

O Inquérito Civil foi instaurado em 23 de fevereiro deste ano através de uma requisição assinada pelo promotor de Justiça Jarbas Adelino Santos Júnior. Veja abaixo a lista dos 18 investigados:

 Vereadores

- Adriano Oliveira Pereira

- Agamenon Sobral Freitas

- Agnaldo Celestino Feitosa Filho

- Anderson Santos da Silva

- Jailton Santana

- José Augusto da Silva

- Valdir Santos

- José Ivaldo Vasconcelos de Andrade

- Carlos Max Prejuízo

- Daniela dos Santos Fortes

- José Gonzaga de Santana (Dr. Gonzaga)

- Emmanuel da Silva Nascimento

- Roberto Morais Oliveira Filho

- Renilson Cruz Silva

- Tijói Barreto Evangelista (Adelson Barreto Filho)

 

Demais investigados

- Alcivan Menezes Silveira

- Alcivan Menezes Silveira Filho

- Pedro Ivo Santos Carvalho

 

Fonte: G1/SE

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Publicidade