PUBLICIDADE
Policiais Civis de FEIRA NOVA/SE capturaram 02 Assasinos em MINAS GERAIS
29/05/2019 10:00 em Notícias

Na manhã  de hoje (28.05.2019), Policiais Civis da AISP I - 4.2 (delegacias de  Feira Nova/SE, Graccho Cardoso/SE e Itabi/SE), coordenados pelo Delegado Felipe Tócori e com apoio da polícia civil mineira, concluiram a operação "PÃO DE QUEIJO", deflagrada no município de Uberlândia/MG, a qual resultou nas prisões de dois assassinos, quais sejam: GIVACI ALVES DA COSTA (46 anos) e SEBASTIÃO BISPO DOS SANTOS (66 anos).

As investigações foram iniciadas pela equipe de inteligência de Feira Nova/SE, através de pesquisas nos sistemas policiais,  com o escopo de evidenciar a atual localização de GIVACI, o qual havia ceifado a vida de um rapaz naquele município durante o ano de 2007 através de pauladas. 

Após diversas diligências, foi possível constatar que GIVACI tinha evadido para o Estado de Minas Gerais.

Neste contexto, mantivemos contato com a equipe da Delegacia Regional de Uberlândia/MG e, após cruzamento de informações, constatou-se que o indigitado já possuía registros criminais no Estado mineiro desde o ano de 2009, inclusive pela suposta prática do crime de estupro tentado.

Em ato continuo, a SSP/SE autorizou a vinda do supracitado delegado e mais dois agentes de Feira Nova para Uberlândia, com o propósito de capturar o infrator.

Durante trabalho de campo visando localizar o facínora, o referido grupo sergipano, integrado com policiais civis mineiros, conseguiram inicialmente identificar o esconderijo de outro homicida  com mandado de prisão em aberto(SEBASTIÃO BISPO), o qual executou o desafeto, mediante golpes de arma branca, há mais de 18 anos.

Apesar do êxito da missão, as diligências continuaram para efetivar a captura de GIVACI, o qual finalmente foi localizado por volta das 9hs de hoje, quando foi possível dar cumprimento ao respectivo mandado de prisão. 

Vale destacar que, não fosse o empenho da polícia civil sergipana, possivelmente estes dois homicídios supracitados poderiam ficar sem a devida reprimenda estatal, em razão do futuro exaurimento do prazo prescricional.

Destarte, após as formalidades de praxe, ambos investigados foram encaminhados para o sistema penitenciário mineiro,  onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

As pessoas interessadas em auxiliar o trabalho da polícia poderão prestar colaborações através do serviço *Disque 181*, quando suas identidades serão preservadas.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Publicidade